Crianças longe dos ecrãs, perto do mundo

Vivemos num mundo de múltiplos ecrãs – dos telemóveis, tablets, computadores, consolas e televisão. Esta realidade não é indiferente às crianças, que fazem parte da geração que não se desliga. Por isso, é importante olhar para o tempo de exposição aos ecrãs na infância. Quanto mais tarde e menos tempo, melhor para a saúde dos mais pequenos.

Estudos recentes indicam que as crianças que passam mais de duas horas por dia em frente a ecrãs têm pior desenvolvimento cognitivo e que os ecrãs tácteis podem provocar atrasos na fala. Os pais devem ser os principais mediadores em relação ao tempo passado em frente a um ecrã.

Tome nota das ideias #MYPLANET para toda a família se desligar dos ecrãs e passarem mais tempo juntos em atividades mais físicas e sensoriais e brincadeiras tradicionais.

Sete ideias #MYPLANET para manter os mais novos longe dos ecrãs