Refeições verdes, naturalmente mais saudáveis

Cada vez mais as refeições são feitas à pressa, improvisadas com o que há no frigorífico ou com o que fomos comprar num instante ao supermercado.

Queremos que ganhe um novo gosto pela cozinha, ao acrescentar um toque de cor às suas refeições com a introdução de verduras, legumes e fruta. Quanto mais verde e variado o prato, melhor. O Guia “O Prato: Alimentação Saudável”, criado por especialistas em nutrição de Harvard, mostra que metade do prato deve ser composto por legumes e verduras, respeitando, claro, a pirâmide alimentar.

1/4 – Tire partido do poder da proteína.
Escolha óleos vegetais como o azeite e prefira o peixe, carne de aves e nozes. Limite a quantidade de carne vermelha, queijo, bacon e refeições processadas.

1/2 – Faça a maior parte da refeição com vegetais e fruta. Selecione por cor e variedade.
As batatas não contam, devido ao impacto negativo nos níveis de açúcar no sangue.

1/4 – Escolha os grãos integrais.
Acrescente grãos, sementes e cereais à sua alimentação, como a quinoa, a cevada, o trigo sarraceno, o trigo espelta, o bulgur, a aveia e o arroz integral em vez de grãos refinados, arroz branco e pão branco.

Beba água, chá ou café.
Limite o consumo de leite e sumos. Evite bebidas com açúcar. Mantenha-se ativo: é importante para controlar o peso.

Conheça as nossas cinco dicas úteis para colocar na mesa, de segunda a sexta-feira.

1. Reduzir a proporção de calorias de origem animal.
De um momento para o outro, não precisa de se tornar adepto do veganismo, basta adotar dias como “Meatless Mondays” para melhor equilibrar a sua alimentação.

2. Preferir produtos sazonais.
Sempre que possível, compre produtos da época de agricultores locais. Ao conhecer a origem dos alimentos que consome, está a reduzir a sua pegada ecológica.

3. Acabar com as refeições processadas.
Antes de encher o carrinho das compras no supermercado, leia os rótulos das embalagens – com especial atenção à letra E, aditivos alimentares que não trazem nada de bom para a saúde.

4. Cultivar um jardim aromático lá em casa.
Acrescente sabor ao prato com um toque especial de ervas frescas, como o alecrim, o manjericão, o tomilho e a salsa.

5. Escolher boas fontes nutricionais.
Nem tudo o que vê e lê na internet é credível, use o Guia Harvard para criar refeições equilibradas mais saudáveis, sejam elas servidos no prato ou na lancheira.