Construir pequenos albergues para insetos pode não só ajudar várias espécies, mas também tornar o seu jardim mais coloridos e floridos.

As abelhas têm um papel fundamental no ecossistema, sendo responsáveis pela polinização de uma grande quantidade de plantas. De forma indireta, são também responsáveis pela manutenção da cadeia alimentar de animais herbívoros, que se alimentam das plantas polinizadas. Estes pequenos insetos são ainda responsáveis pela produção do mel, um dos mais apreciados “néctar dos deuses”.

Por tudo isto é fácil ver a necessidade de proteger as abelhas e outros insetos que são essenciais para o crescimento de um vasto conjunto de plantas silvestres, o que acontece abundantemente nas florestas. O problema surge com as alterações que se têm verificado nos seus habitats e que têm originado uma diminuição das populações de insetos.
A preocupação crescente com esta problemática levou ao surgimento de “hotéis para insetos”, ou seja, pequenas casas para albergar tanto abelhas como outros insetos, ajudando-os a criar locais especiais para os seus ninhos e que qualquer pessoa pode construir. Estes “hotéis” são feitos em madeira e podem tornar-se casa para espécies como joaninhas, borboletas e zangões.

A instalação é fácil e existem vários tutoriais online que, inclusive, recorrem à reutilização de materiais para criar estes ninhos personalizados que podem ser instalados em paredes exteriores ou em pleno jardim. Para além da madeira da estrutura, estas casas podem ter vários compartimentos com materiais como galhos de árvores ou feno, para atrair diferentes espécies polinizadoras. Estes formatos pouco convencionais representam uma alternativa sustentável e amiga do ambiente para criar ninhos que, normalmente, seriam formados em troncos de árvores ou cavidades no solo.

Quanto mais casas para abelhas e insetos forem construídas, maior será a probabilidade de os animais aí habitaram e maior será a polinização das plantas nessas zonas.

Ajudar as abelhas sem sair de casa

Se não tem um espaço exterior para criar um albergue de insetos, existem outras formas de ajudar. Por exemplo, pode colocar “telhado verde” em sua casa, se a estrutura o permitir. Trata-se de um pequeno jardim no telhado, que, dependendo do espaço, pode incluir uma grande variedade de plantas, desde musgo, ervas aromáticas e até alguns vegetais.

Esta ideia não só contribui para o bem-estar dos insetos e consequente polinização como também ajuda a diminuir o consumo energético, uma vez que estas coberturas ajardinadas promovem a regulação das temperaturas no interior das casas, reduzindo a necessidade de sistemas de aquecimento e arrefecimento.

Tanto os jardins nos telhados como a construção de hotéis podem ser atividades divertidas para realizar em família e ensinar aos mais novos a importância de proteger o Planeta e a natureza.